quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Decisão

É viver de acordo com o Teu desejo
É acolher como o Teu coração
É viver a loucura da cruz e fazer dessa a minha alegria
Amar é desejar consumir minha juventude, minha vida
É renunciar as migalhas pelo banquete
Se o Amor é minha lei, nada mais ou menos que amor traduzirão
minhas ações.
Eu amo, por isso eu desejo, eu quero, eu vou.
Eu amo, por isso a coragem, a renúncia e a disposição.
Eu amo, por isso as lágrimas, o desejo, a transparência.
Se não fosse firme, certamente, não faria diferença.
Eu amo, por isso sou eu mesma quem está dizendo, vivendo e arriscando.
Vamos abrir os olhos: O amor exige doação, pedaços arrancados, uvas pisadas, derrota dos valentes que se levantam dentro de mim mesma. O amor exige abaixar-se e contemplar a própria miséria diante de um Deus que é infinitamente, insuperavelmente maior e é Amor. Desacelerar para aguardar o meu tempo e o tempo do outro. Amar é esperar quando se pode ir. É partir quando se pode ficar. Amar é silenciar quando se tem resposta. É partilhar quando é mais fácil guardar para si. É registrar e aguardar o momento oportuno.
É acolher, cuidar e regar uma semente ao invés de optar por uma árvore pronta.

--

Mais uma vez...
Obrigada, Senhor. É isso mesmo.
=)

2 comentários:

Mário Lima disse...

"É viver a loucura da cruz e fazer dessa a minha alegria..."

Disse tudo, bjosss linda, saudades rsrs

Luciana = ] Fleur disse...

Sem palavras! ...

Aliás, muitas palavras bonitas, profundas... Muito mais que isso: frutos de uma alma que está unida a Deus!

obs: Q visual... o desse blog! rs
Fazia um tempin q não passava por aqui! Perfect(!)
Nárlláááá muitas verdades ditas!
Amei.Amei esse post!
Congratulations!