sábado, 26 de fevereiro de 2011

Um coração atento às surpresas de Deus


Outro dia eu estava na missa e, em uma das orações, o sacerdote pedia a Deus, para nós, um coração atento às surpresas de Deus.

Para mim, às vezes, é um esforço de concentração prestar atenção nos detalhes da liturgia, nas orações. A dispersão, a pressa, o dia cansativo. São muitos os fatores externos que me fazem lutar pelo momento mais precioso do meu dia: a missa.

Aos poucos eu tenho compreendido que Deus só pode surpreender um coração livre, um coração que espera tudo dEle, espera o novo que vem dEle, somente.

Um coração pobre, vivo e entregue nas mãos de Deus, aberto a acolher a vontade de dEle... Que espera porque sabe que Deus está no comando de tudo.

O coração pobre ao qual me refiro também precisa ser consciente de que não há caminho de felicidade sem a dor, que semente alguma pode vir a se tornar uma belíssima árvore sem antes morrer no silêncio da terra.

Que Deus dê a todos nós castidade, pobreza e obediência para perceber os sinais e os presentes que Ele nos dá a cada dia.

"Procurou, pois, uma primeira vez, mas não encontrou. Perseverou na busca e lhe foi dado encontrar. Aconteceu, assim, que os desejos, pelo fato de se estenderem, cresceram. E, crescendo, alcançaram o objeto das suas buscas.
Os santos desejos crescem com o estender-se. Se, pelo contrário, na espera eles enfraquecem, é sinal de que não eram verdadeiros desejos". - São Gregório Magno


Bom fim de semana!

Shalom

3 comentários:

Antonio Marcos disse...

Querida Narlla, Shalom!

"Um coração atento às surpresas de Deus". Muito obrigado por esta postagem, na verdade, por esta partilha tão significativa. É muito bom quando estamos no lugar certo e escutamos a coisa certa para as nossas vidas. Tenho vivido ultimamente muito nessa perspectiva, de "estar atento às surpresas de Deus", surpresas essas que não se esgotam e sempre nos constragem, porque Deus vai além nas suas novidades, no seu amor. Não obstante a pressa corriqueira e o cansaço, a luta contra a agenda e os horários, devemos mesmo lutar para preservar e viver bem o essencial de nossas vidas: o encontro com Deus na Sua Palavra e na Eucaristia. Sem isso não somos nada. Eis a Fonte da qual brota o sentido e a prória disponibilidade para as surpresas de Deus. Si, amiga, que Ele nos dê a graça de estarmos atentos sempre e, se nos distrairmos, que Sua graça nos atraia. Obrigado por sua partilha que me fez pensar também em tantas coisas. Um pedido, escreva mais amiga. Você é uma menina tão talentosa, tão cheia de Deus, e téns recebido muito, portanto, deixe sempre a generosidade surpreendê-la. Saudade! Rezo por ti. Que Nossa Senhora te guarde! Shalom!

Antonio Marcos

Drika Reis - A Arqueira da Lua disse...

Lindo post....
Adorei... me fez mto bem essa leitura!!!!

Luciana disse...

Narlinnnda! Muito obrigada por sempre me fazer compreender mais de Deus! Já tinha lido beeem antes, hoje reli e resolvi comentar!

Bjs amada!
Shalom.